Tipo:
Finalidade:
Cidade:
Código:  
  Bom Dia, hoje é dia 18 de Agosto de 2019 - Ribeirão Preto / SP
contato@athenasimoveisrp.com.br
 
Apartamento
Casa
Terreno
Chácara
Salão Comercial
 
 
Apartamento
Casa
Chácara
Salão Comercial
 
Como Alugar
Boletos
Notícias
Links Úteis
redesp_facebook.pngredesp_google_plus.pngredesp_instagram.png
  Notícias  

Aluguel sobe 3,45% no primeiro semestre e fica acima da inflação

Índice FipeZap verifica preço médio em 11 cidades brasileiras; inflação no período foi de 2,23%

O valor médio do aluguel de imóveis no país subiu 0,36% em junho e completou o sétimo mês seguido de alta, segundo o Índice FipeZap. O indicador acompanha o preço médio de imóveis anunciados na plataforma para alugar em 11 cidades brasileiras. Com isso, os aluguéis acumulam alta de 3,45% no primeiro semestre do ano, ficando acima da inflação no mesmo período, que foi de 2,23% pelo IPCA. Em 12 meses, o FipeZap aponta alta de 3,85% dos aluguéis, para uma inflação que foi de 3,37%. 

Isso significa que os proprietários que alugam seu imóvel estão voltando, aos poucos, a ter ganhos reais, depois de momentos em que os reajustes não conseguiam recompor as perdas com a inflação. A inflação especialmente baixa tem ajudado a aliviar essas margens – em junho, ela foi praticamente zero (o IPCA avançou 0,01% no mês). Isso significa que os proprietários que alugam seu imóvel estão voltando, aos poucos, a ter ganhos reais, depois de momentos em que os reajustes não conseguiam recompor as perdas com a inflação. A inflação especialmente baixa tem ajudado a aliviar essas margens – em junho, ela foi praticamente zero (o IPCA avançou 0,01% no mês).

Preço por cidade

Em junho, 8 das 11 cidades monitoradas pelo Índice FipeZap registraram alta acima da inflação do mês no preço do aluguel residencial, com destaque para Florianópolis (1,27%) e São Paulo (0,87%). As outras três tiveram queda: Rio de Janeiro (-0,08%), Recife (-0,43%) e Belo Horizonte (-0,52%). No semestre, Florianópolis (9,20%) e Brasília (7,16%) lideram as altas, enquanto Salvador (1,58%) e Belo Horizonte (1,62%) têm as variações mais baixas. Em São Paulo, o preço médio do aluguel subiu 4,74% no semestre e, no Rio de Janeiro, 1,75%. Quanto menor a variação, maior tende a ser o poder de barganha do locatário na hora de negociar o preço ao alugar um imóvel ou renovar o contrato. 

Retorno do investimento em imóveis

Em junho, o retorno médio daqueles que optaram por alugar seu imóvel foi de 4,6% em um ano, de acordo com o FipeZap, já ligeiramente acima do retorno de 4,43% registrado em 2018. A rentabilidade do aluguel é uma maneira de comparar o retorno de quem investiu na compra e aluguel de um imóvel com os ganhos que poderia ter caso tivesse o mesmo dinheiro em outros investimentos. A conta é feita por meio da divisão entre o preço médio de locação mensal e o preço médio de venda mensal. A taxa ao ano é obtida multiplicando-se o resultado por 12. Apesar de estar crescendo, o retorno do aluguel de imóveis ainda está abaixo da taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,50% ao ano, o menor nível de sua história. Como a Selic serve de referência para os investimentos de renda fixa no país, isso significa que ainda é possível encontrar outras opções de renda fixa no mercado financeiro mais atraentes do que o aluguel de imóveis.
 

Por Juliana Elias - Exame

 

 
PUBLICIDADE
 
Total de notícias: 0
 Listando de 0 até 0 no total de 0 notícias
 
 
icone-whatsapp 1
Imobiliária | Pesquisa Completa | Cadastre seu Imóvel | Notícias | Links Úteis | Fale Conosco
(16) 3442-7282
                Athenas Imóveis Ltda
R. Capivari, 293 - Jd. Paulista - Rib. Preto/SP
         
Site para Imobiliarias
Site para Imobiliarias